Saber querer, de acordo com Jesus

Fonte: Reflexão de Boa Vontade extraída do livro "Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade", de novembro de 2014. | Atualizado em março de 2018.

Jesus é o Cristo Ecumênico, o Estadista Supremo, porquanto apenas o pensamento divinamente universalista pode propor a existência de uma sociedade em que os seres humanos se respeitem em tamanho grau de Fraternidade.

Tela: Benjamin West (1738-1820)

Detalhe da obra: Jesus cura os doentes.

Impossível?! Jamais!

Estamos perante uma simples questão de saber querer, passe o tempo que for necessário. Imprescindível é que perseveremos em Cristo Jesus, como Ele próprio sabiamente exige no Apocalipse, segundo João, 3:10: “Porque guardaste a palavra da minha perseverança, também Eu te guardarei da hora da tormenta que há de vir sobre o mundo inteiro, para experimentar os que habitam sobre a Terra”.

A palavra de Martin Luther King Jr.

Arquivo BV

Martin Luther King  Jr.

E que certos homens de bem parem de se esconder de uma vez por todas! Ainda ressoa a lástima do destemido pastor norte-americano Martin Luther King Jr. (1929-1968): “Nossa geração haverá de lamentar não apenas as palavras e ações odiosas dos perversos, mas o estarrecedor silêncio das pessoas boas”. (O destaque é meu.)

Exato!

Contudo, não há neste orbe quem seja perfeitamente bom ou totalmente mau. Por causa disso, há sempre a possibilidade de corrigir-se. E que aqueles considerados bons não se tornem arrogantes na sua bondade! No entanto, e o mundo reclama com razão, que os bons sejam mais audazes nas suas obras, a fim de merecer o reconhecimento dos que esperam deles a atitude devida. Jesus deplora o comportamento omisso, conforme este Seu lamento, que antes mencionamos: “Os filhos da Terra são mais perspicazes do que os filhos da Luz”. Jesus (Lucas, 16:8)

Só com ação decidida e talentosa no Amor e na Justiça Divinos finalmente teremos “um novo Céu e uma nova Terra” — transformação que tem início no Espírito de cada um ou de cada uma —, de acordo com promessa constante do Livro das Profecias Finais, 21:1: “E vi novo Céu e nova Terra, porque o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe”.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem "o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno".