Comunicação 100% Jesus: Missão Primeira

Fonte: Reflexão de Boa Vontade extraída do livro “A Esperança não morre nunca”, de abril de 2020.

Em 23 de abril de 2003, num improviso endereçado aos Jovens Ecumênicos da Boa Vontade de Deus, durante o Seminário Comunicação 100% Jesus, afirmei:

Comunicar é a finalidade primordial das Instituições da Boa Vontade* Divina. Portanto, um assunto que não pode ficar em segundo plano. E não é apenas comunicar no rádio, na imprensa, na televisão, na internet. Quando, por exemplo, você está na Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo e recebe uma única pessoa que seja, atendendo-a com respeito e entusiasmo, também está comunicando, pois se dirige à Alma dela, sublimando-lhe a mente. Ou quando um Cristão do Novo Mandamento, Amigo de Jesus, palestra com alguém, em qualquer ambiente do mundo, e lhe transmite o conforto dos nossos elevados ideais, está comunicando. Igualmente ocorre enquanto ampara um necessitado de socorro material e, ao mesmo tempo, lhe indica algum modo de sair daquela situação angustiante. Isso significa dar cumprimento à Ordem de Jesus: “Ide e pregai por todo o mundo e a cada criatura o Evangelho da salvação” (Boa Nova, consoante Marcos, 16:15).

A Divina Humanidade de Jesus
Tela: Mathieu Ignace Van Brée (1773-1839)

Detalhe da obra: Cristo cura um doente.

Por isso, o maior interesse que temos, visto que se trata de nossa missão primeira, é comunicar Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, porquanto assim O estaremos testemunhando. Vocês estão entendendo a tremenda responsabilidade desse honroso dever? Aceitam essa sublime tarefa para a glória de seus Espíritos? Então, é imprescindível ratificar esse ponto, a fim de que o compreendamos de uma vez por todas: se estamos conversando com uma Irmã ou um Irmão nosso, seja pessoalmente ou por qualquer mídia disponível, comuniquemos, em nome e em testemunho do Mestre Amado, o que de melhor possuímos no coração. Jamais nos faltarão palavras. Tenham sempre em mente que o Sublime Amigo legou à Terra a Sua Grande Lei. Se eu chegasse aqui e apenas lesse:

Disse Jesus: “Novo Mandamento vos dou: amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos. Não há maior Amor do que doar a própria vida pelos seus amigos” (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35; e 15:13), já teria dito tudo, porque essa é a Suprema Ordem que governa os Universos.

Nossa obrigação é constantemente nos lembra de que somos missionários do Cristo. Portanto, precisamos proclamá-Lo a todo momento e de maneira que os povos O entendam: é Jesus na Ciência, na Filosofia, na Política, na Religião, na Economia, na Arte, no Esporte, na vida doméstica e pública, enfim, em toda parte. Porquanto, Sua luminosa presença dessectarizada é indispensável para a sobrevivência do planeta. É aquilo que há tempos lhe afirmei: admito a Divindade do Cristo, mas me comovo com a Divina Humanidade de Jesus.

______________

Instituições da Boa Vontade (IBVs) – Formadas pela Legião da Boa Vontade (LBV); pela Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, pela Fundação José de Paiva Netto; pela Fundação Boa Vontade; e pela Associação Educacional Boa Vontade.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.