O valor da Família e a Grande Tribulação

Fonte: Jornal O Sul, edição de 7 de julho de 2008, segunda-feira | Atualizado em junho de 2017.

Tive a honra de comandar, em 28 de junho de 2008, na cidade do Rio de Janeiro, a sessão solene de encerramento das atividades do 33o Fórum Internacional do Jovem Ecumênico da Boa Vontade de Deus, cujo tema “Amar a Terra é proteger o futuro!” foi discutido pela Mocidade da LBV, durante um ano, com diferentes segmentos da sociedade brasileira e mundial.

Nesse encontro de Almas livres, libertas de preconceitos e tabus, transmitido para todo o país e exterior pela Boa Vontade TV (Oi TV — Canal 212 — e Net Brasil/Claro TV — Canal 196) e por diversas operadoras de TV a cabo, além das emissoras de rádio que compõem a Super Rede Boa Vontade de Comunicação e pela internet (www.boavontade.com), dirigi-me a eles, firmando minhas palavras em Atos dos Apóstolos (capítulo 1o) e na Grande Tribulação, Evangelho de Jesus, segundo Mateus, capítulo 24.

Tela: Guido Reni (1575-1642)

Lucas

Tela: Guido Reni (1575-1642)

Mateus

Atendendo à solicitação de muitos desses jovens, reproduzo, a seguir, trechos de meu improviso:(...) O texto inicial dos Atos dos Apóstolos de Jesus, consoante Lucas, é uma das passagens mais emocionantes da Bíblia Sagrada. O Sublime Amigo fortalece as famílias em vários versículos. Inclusive, antes de ascender aos Céus, na Santa Ceia, ensina-lhes o roteiro da felicidade e da resistência em Deus. E exemplificou: antes da crucificação, cônscio do que ocorreria com Ele, canta hinos de louvor ao Pai com Seus Apóstolos (Evangelho,segundo Mateus, 26:30). É nesses instantes que você demonstra a sua fortaleza. Na dor é que o poder de Deus se estabelece em nós como amparo, conforto e incentivo diante do impasse a ser suplantado.

Mas não significa que tenhamos de sofrer para que o Criador se aproxime. Os bons pais amam seus filhos. Eles comparecem, dão apoio e, unidos, alcançam, com eles, a vitória. Jesus disse que não veio para os sãos e sim para os enfermos. É nessa hora que o amigo se apresenta. E não há maior amigo do que o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista. Ele fez da dor a libertação da Alma.

Gabriel Estevão

Humanidade mais humana

(...) A Humanidade precisa ser mais humana consigo própria. Deixar de ser predadora. Aliás, o ser humano é considerado o maior deles. Geralmente, o animal mata para alimentar-se. Há exceções. Entre os seres humanos parece até um esporte. Ora, um dia isso terá de ter fim. É como um tumor que vai enchendo de pus o braço da criatura. Em certo momento, a urgência do bisturi deve ser aplicada, salvando o corpo. De que modo se dará com a Terra? Só Deus sabe. Na Boa Nova de Jesus (João, 14:11), Ele mesmo, o Cristo Ecumênico, o Estadista Celeste, afirma que, como cristãos, necessitamos acreditar na Palavra Dele, senão seremos hipócritas: “Crede-me que estou no Pai, e o Pai, em mim; crede ao menos por causa das mesmas obras”. E o que Jesus lamentava? Ele perdoou à mulher dita adúltera, também porque os que a queriam apedrejar eram tão adúlteros quanto ela. Não suportava a hipocrisia.

Tela: James Tissot (1836-1902)

Detalhe da obra: A mulher adúltera. Cristo escreve no chão.

(...) O Divino Mestre fala ainda em “tribulação como nunca houve desde a criação do mundo e nem jamais se repetirá” (Evangelho, segundo Marcos, 13:19). Estamos vendo as estações climáticas alteradas, o Himalaia, os Alpes, perdendo a cobertura milenar de gelo, e isso afetará os rios na Ásia e na Europa.

Adverte o Provedor Celeste, no Evangelho, consoante Mateus, 24:22: “E se não se abreviassem aqueles dias, ninguém seria salvo; mas Ele o fará em atenção aos eleitos que escolheu [quais serão esses escolhidos? Na sequência, Jesus os revela e mostra de que maneira serão reconhecidos] dando a cada um de acordo com as obras de cada um”.

Leonard Zhukovsky / Shutterstock.com

É bom que pensemos nisso, formando a imensa família Humanidade.

Consciência ecológica

No programa infantil Soldadinhos de Deus, da Super Rede Boa Vontade de Rádio, ouvi, orgulhoso, muitos depoimentos de crianças que opinaram sobre o tema “Amar a Terra é proteger o futuro!”.

Tatiane Oliveira

Numa demonstração de grande consciência ecológica, o Soldadinho de Deus Luighi Antônio de Oliveira Tavares Júnior, à época do Fórum com 9 anos, de Salvador/BA, trouxe a sua contribuição: “Deus deu este planeta para nós preservarmos, não para destruirmos. A gente vê na rua um monte de lixo. Jesus não quer isso. Tive uma ideia! Por que cada um não planta uma árvore? A Terra vai evoluir, nos dar vida. Se poluirmos o ar, não teremos ar para respirar. Se jogarmos lixo no chão, daqui a pouco vai estar tudo imundo. Temos que conscientizar o povo”. Opinião compartilhada por Pedro Thiago Pereira Lumertz, também com 9 anos na ocasião, de Porto Alegre/RS, que arrematou:“Amar a Terra é não cortar as árvores, não jogar lixo no rio e não poluir o céu com as fumaças das usinas”.

Parabéns, Luighi e Pedro! Nas futuras gerações esclarecidas repousa a esperança de um mundo melhor!

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem "o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno".