Fórum dos Soldadinhos de Deus, da LBV

Fonte: Jornal A Tribuna Regional, de Santo Ângelo/RS, edição de 23 e 24 de fevereiro de 2008, sábado e domingo | Atualizado em dezembro de 2016.

Soldadinhos de Deus. Era assim que o saudoso jornalista e radialista Alziro Zarur (1914-1979) chamava, carinhosamente, as crianças, numa nítida referência ao valor dado a elas na Legião da Boa Vontade.

Arquivo BV

Alziro Zarur

Por sinal, há muito venho afirmando que essa história de alguns acreditarem que os pequeninos não entendem das coisas é uma grande bobagem. Prestam atenção a tudo. Mormente, agora, nestes tempos modernos de mídia desenfreada. Sempre estão ouvindo e participando, desde o primeiro vagido.

Diante desse fato, criamos, na LBV, o Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus no Terceiro Milênio. Nesses encontros, eles podem cada vez mais e da melhor forma desenvolver com alegria o alto sentido da liberdade de pensar. Exercitam a arte de expressar-se com equilíbrio, de maneira clara e prática, jamais esquecendo de discorrer sobre como realizar as propostas selecionadas. E, acima de tudo, cultivam o respeito ao ponto de vista dos outros colegas.

Tema do 15º Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV, a ocorrer no dia 25 de março de 2017.

Uma das características importantes desse Fórum é a de ser apresentado pelos próprios Soldadinhos de Deus. As atividades, produzidas por eles mesmos, abrangem diversos eixos temáticos, dentre os quais: comunicação, educação, esporte, cultura, lazer, alimentação, saúde, cidadania e trabalho, todos fundamentados na Espiritualidade Ecumênica. São realizados, entre outros, painéis, oficinas, teatros, exposições, gincanas e dinâmicas de grupo. Essas ações, além de mostrarem aos pais e aos mais velhos a visão das crianças sobre o mundo de hoje, buscam despertar nelas os valores espirituais, éticos, morais e universais, a exemplo da vontade de praticar o Bem. O foco é a vivência da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico, ambas compõem a linha educacional que implantei nas escolas e nos Centros Comunitários de Assistência Social da LBV, a qual visa à formação integral do indivíduo, isto é, Espírito, mente e corpo.

Vivian R. Ferreira

O Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV, ocorre simultaneamente em diversas cidades do Brasil e exterior. Na foto, em São Paulo/SP, crianças participam da abertura da 14a edição ocorrida no ano de 2016.

Ser como as crianças

Jesus, o Cristo Ecumênico, o Sublime Estadista, adverte: “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos Céus” (Evangelho, segundo Mateus, 18:3).

Naturalmente, o Divino Mestre referia-se à simplicidade de Alma indispensável para o entendimento dos assuntos do Espírito. A soberba é o principal inimigo dos próprios soberbos, como também o é a hipocrisia em relação aos hipócritas, pois os impedem de encontrar dentro de si os maiores tesouros espirituais. Eis ilustrativa passagem evangélica dos relatos de Lucas, 10:21: “Naquela mesma hora se alegrou Jesus em Espírito e exclamou: Graças Te dou, ó Pai, Senhor do Céu e da Terra, que escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes do mundo, e as revelaste aos pequeninos. Assim é, ó Pai, porque assim Te aprouve!”.

Versos de esperança

No seu livro Poemas da Era Atômica, em “A criança ensina o homem”, Zarur pincelou com vivas cores a benéfica contribuição dos guris na esperança de dias melhores em sociedade:

“Crianças estão cantando
“Em frente à minha janela!
“Neste mundo miserando,
“Pode haver coisa mais bela?

“A alegria que redime
“Vai por toda a vizinhança...
“Não há nada mais sublime
“Que o cantar de uma criança!

“Quando vier a tempestade,
“Ameaçando o seu lar,
“Haja só Boa Vontade:
“Uma criança a cantar!”
.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem "o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno".