Santiago Andrade

Fonte: Jornal de Brasília, edição de 11 de fevereiro de 2014, terça-feira.

No último dia 10, chegou-nos a triste notícia do falecimento do cinegrafista Santiago Ilídio Andrade, da Rede Bandeirantes, ferido na cabeça por um rojão quando cobria protesto realizado no Rio de Janeiro, em 6 de fevereiro.

Divulgação

Santiago Andrade

A ele, na Pátria Espiritual, nossos votos de Paz. À sua esposa, Arlita Andrade, filha e enteados, e aos colegas de trabalho, nossas orações e condolências.

Em um gesto de humanidade, a família autorizou a doação dos órgãos de Santiago para ajudar outras vidas. Belo exemplo de que a violência jamais pode ter espaço na Alma do brasileiro.

O QUE ESTÁ HAVENDO COM A TERRA?

As visíveis mudanças climáticas no mundo vêm acarretando grandes transtornos, sofrimentos e mortes. No Brasil, por exemplo, virou rotina os índices que medem as condições meteorológicas baterem recordes. Agora mesmo, o calor excessivo está causando muitos problemas.

Há quem acredite que tudo isso faça parte de um ciclo natural do planeta. Mas será que a ação humana, quando ignora a própria sustentabilidade, não tem intensificado esse processo?

SÓ AMIGO ADVERTE AMIGO

Lembrem-se de que hoje tudo é mais rápido. Ouve-se falar e se assiste em tempo real sobre a expansão de desertos onde havia florestas frondosas, a ponto de a ONU dedicar os anos de 2010 a 2020 ao tema da desertificação; seca em locais onde jamais ocorrera tal coisa. E o pessoal continua dizendo impropriedades a respeito do Apocalipse de Jesus, como se ele fosse o culpado de tudo.

Por acaso, são as folhas de papel nas quais estão impressas as profecias bíblicas que provocam essas catástrofes, ou nossa estupidez militante e ganância sem termo? (...)

Arquivo Pessoal

Pastor Jonas Rezende

O pastor Jonas Rezende (1935-2017), em seu livro "O Apocalipse de Simão Cireneu", refere-se a essa distorção histórica: "O Juízo Final poderia acontecer, não por arbítrio divino, não como um evento inevitável, como sempre se compreendeu, a partir das Escrituras, mas por conta da ação predatória do próprio homem".

Análise incontestável. Aliás, é o que comentei em Jesus, o Profeta Divino (2011), tema sobre o qual venho discorrendo nas últimas décadas.

UTILIDADE PÚBLICA

O verão este ano e a falta de chuva em vários Estados reforçam a necessidade de economizarmos água, energia elétrica, enfim, não sermos perdulários. E, com as altas temperaturas, cuidados básicos para preservar a saúde não podem ser ignorados.

Além de manter uma alimentação saudável e hidratar-se, é preciso atenção com o sol, principalmente ao ar livre, na praia, na piscina.

Divulgação

Dr. Adilson Costa

O dr. Adilson Costa, chefe de serviço de dermatologia da PUC de Campinas/SP, recomendou: "Primeiro: evitar exposição solar entre 10 e 16 horas. Segundo: aplicar fotoprotetores na pele de forma muito exagerada a cada duas horas. Nós orientamos um fotoprotetor com FPS de no mínimo 30. E de preferência que a pessoa use óculos escuros, chapéus de abas largas, aquelas roupas que tenham fatores de proteção solar nas suas formas (...)".

O câncer de pele é ainda um dos mais frequentes no Brasil. Oportunas, pois, as observações do dr. Adilson ao programa "Viver é Melhor!", da Super Rede Boa Vontade de Rádio (em Porto Alegre: AM 1.300 kHz; OC 25 m – 11.895 kHz; OC 31 m – 9.550 kHz; OC 49 m – 6.160 kHz).

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.