Mensagem fraterna de Paiva Netto ao povo do Rio de Janeiro

Fonte: Reflexão de Boa Vontade extraída do artigo Centenário de Chico Xavier, publicado no Jornal O Sul, edição de 12 de abril de 2010, segunda-feira.

Cidade de extraordinárias belezas naturais, que realçam o incomparável talento do Artista-mor da Criação, o Rio de Janeiro viu-se assolado pela tempestade que provocou mais de 210 mortes, em todo o território fluminense. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), desde 1962 não chovia tanto como na fatídica segunda-feira, 5 de abril corrente. A circunstância tornou-se igualmente dramática em Niterói. São Gonçalo, Nilópolis, Maricá, Saquarema, Angra dos Reis, Petrópolis e outros pontos do Rio sofreram grande destruição. E ainda houve o anúncio de um ciclone extratropical. O Espírito Santo passou também horas muito difíceis. Uma das principais causas das inundações tem sido o crescimento urbano desordenado, inclusive em áreas de risco, a exemplo das encostas, nas quais o povo se instala muita vez por falta de lugar para onde ir e/ou por serem perto do serviço. Portanto, por necessidade. Hoje, contudo, por diferentes motivações, os mais abastados correm semelhante perigo. É só lembrar o que ocorreu, nos últimos anos, em Santa Catarina. Sem contar o lixo jogado nas ruas que, com a enxurrada, entope as bocas de lobo e galerias, resultando em alagamento das vias públicas.

Nas cenas que percorreram o mundo, veem-se deslizamentos de terra, milhares de pessoas ilhadas, carros arrastados pela correnteza, residências destruídas. Entretanto, nada se compara à dor dos que perderam seus entes queridos de modo tão repentino.

O trabalho heroico do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, da Polícia Militar e de cidadãos voluntários, que impulsionados pelo real valor da vida ajudaram a socorrer a população, exteriorizou a tênue linha que separa a pequenez humana da força interior de nossa alma. O símbolo maior de todos tem sido a esperança de encontrar sobreviventes.

A Legião da Boa Vontade, há mais de seis décadas de mãos dadas com o povo, está auxiliando o esforço das autoridades no socorro aos que se encontram expostos às intempéries. Todas as unidades da LBV no Estado do Rio de Janeiro estão funcionando como postos de arrecadação de gêneros de primeira necessidade, como alimentos não perecíveis e água potável, além de material de limpeza e de higiene pessoal, medicamentos e colchões. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 2216-7800.

Nossa solidariedade aos parentes e amigos das vítimas dessa tragédia. E o mais sincero desejo de serenidade e equilíbrio àqueles que despertaram para a nova existência, visto que o Mundo Espiritual não é uma abstração.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.