O que interessa a Jesus?

Fonte: Reflexão de Boa Vontade extraída do livro “A Esperança não morre nunca”, de abril de 2020. | Atualizada em maio de 2020.

A primeira pergunta que devemos constantemente fazer em nossa vida é: O que interessa a Jesus?

Descoberta a resposta — que Ele nos revela pela intuição e nos faz sentir pelo andamento dos fatos e suas contingências —, partamos para a ação.

E, quando Lhe confirmamos a nossa decisão de servi-Lo, auxiliando aos carentes da Alma e do corpo, estrada afora, o Excelso Amigo nos toma pela mão e nos conduz a um auspicioso destino. Trata-se de sublime recompensa para a árdua tarefa de seguir Seus acertados passos, porquanto imbuir-se dessa missão é estabelecer intenso duelo contra a treva, que pretende mergulhar o mundo na ignorância espiritual.

Tela: James Tissot (1836-1902)

Detalhe da obra: Jesus acalmando a tempestade.

O próprio Sábio dos Milênios admoesta em Seu Sermão Profético (Evangelho de Jesus, segundo Marcos, 13:9 a 13):

O princípio das dores

"9 Estai vós de sobreaviso, porquanto vos entregarão aos tribunais; sereis açoitados e vos farão comparecer à presença de governadores e reis, por minha causa, para lhes servir de testemunho.

"10 Mas é necessário, contudo, que primeiro o Evangelho seja pregado a todas as nações [só depois virá o fim].

"11 Quando, pois, vos levarem e vos entregarem, não vos preocupeis com o que haveis de dizer, mas o que vos for concedido naquela hora, isso falai; porque não sereis vós que falareis, mas o Espírito Santo falará por vós.

"12 Um irmão entregará à morte outro irmão, e o pai, ao filho; filhos haverá que se levantarão contra os seus pais e os matarão.

"13 Sereis odiados de todos por causa do meu nome. Porém, aquele que perseverar até ao fim será salvo".

Tela: Sátyro Marques (1935-2019)

Título da obra: A bênção.

John Lukacs

Grandes ideais não surgem para pequenos desafios. A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo é um planejamento milenar, resultante de um Gênio, o Gênio Celeste Jesus. E como escreveu o historiador norte-americano de origem húngara John Lukacs (1924-2019): “As ideias só importam quando homens as encarnam”.

Eis aí a chave que singulariza o extraordinário ofício da Religião do Terceiro Milênio neste mundo: ela torna luminosa realidade os Ideais do Cristo, ideais esses que gloriosamente suplantam todas as mazelas dispostas no caminho dos fiéis seguidores de Sua Sacrossanta Lide. A Religião do Amor Universal é uma Divina Obra de fim de ciclo histórico-profético-apocalíptico e nasceu principalmente com o objetivo de esclarecer e confortar as multidões para vencerem a Grande Tribulação, anunciada há milênios e que antecede a Volta Triunfal de Jesus — o maior prêmio aos perseverantes em Deus.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.