Em Tuas Sagradas Mãos, Senhor!

Fonte: Revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição 166, de dezembro de 2022.

Chegamos ao crepúsculo de 2022! A aurora de um ano novo vem breve. Mas, antes, o Natal de Jesus! Ah, que divino bálsamo para os nossos Espíritos! O Celeste Amigo, mais uma vez, nasce no mundo para encher de Fé Realizante e de Esperança o futuro das nossas existências eternas! Sim, eternas, porquanto caminhantes, neste orbe de barro e água, podemos divisar no horizonte Jesus, a Segura Morada de todos nós.

“Na Casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fosse, Eu vos teria dito, pois vou preparar-vos lugar” (Evangelho, segundo João, 14:2).

É Natal! A linfa sublime que nos refresca a vida e dessedenta a nossa sede de Conhecimento Espiritual faz-se sentir ainda mais. Ouçamos os acordes que ressoam há dois mil anos, harmonia excelsa que nos anuncia o Natal Permanente de Jesus. E o que a divina melodia esparge?

“Glória a Deus nas Alturas, e Paz na Terra aos da Boa Vontade de Deus” (Boa Nova, consoante Lucas, 2:14).

Essa é a Paz que nos devolve o equilíbrio de Alma e nos inspira mais e mais vida. Por isso, voltamos ao ar com a radionovela Memórias de um suicida*1, pela Super Rede Boa Vontade de Rádio. É tempo ainda maior de exaltarmos a existência sagrada, oportunidade singular que o Pai Celestial a todos oferece, com a permanente Cruzada Salvemos Vidas, promovida pela Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Afinal, Jesus veio à Terra para ensinar a todos sobre o sentido da Vida Eterna. Daí alertarmos sempre contra o terrível engano do suicídio, que “não resolve as angústias de ninguém”, no dizer do saudoso Irmão Alziro Zarur (1914-1979).

Quão importante nessa Cruzada Sacrossanta é o Atendimento Pela Vida*2, da Religião Divina, em que seus pregadores ecumênicos realizam o atendimento on-line, para que Irmãs e Irmãos possam, sem a necessidade de identificação, compartilhar seus desafios e terem uma conversa fraterna com pessoas preparadas para levar acolhimento e atenção básica, ajudando-os a livrar-se do triste e desastroso ato do suicídio, além de tantas outras enfermidades da Alma.

Por oportuno, gostaria de trazer a vocês, Cristãos do Novo Mandamento, Amigos de Jesus, e queridas Irmãs e estimados Irmãos de todas as crenças — igualmente Moradas de Deus entre os seres humanos —, de todas as ideologias, de todas as filosofias, incluindo solidariamente os que não possuem crença alguma, mensagem que enderecei, há 30 anos, aos Legionários da Boa Vontade de Deus dos Estados Unidos, a partir da hospitaleira terra de Sáenz Peña (1851-1914). Ela tem tudo a ver com o que lhes falei anteriormente:

Buenos Aires, Argentina

11 de novembro de 1992

Sexta-feira

Aos meus filhos espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo dos Estados Unidos, pioneiros da Civilização de Jesus nas terras de Thomas Jefferson (1743-1826), um dos mais influentes pais fundadores dessa nação, e de Washington Carver (1860-1943), nomeado o Leonardo Da Vinci negro. Com o Amor que nos une em Cristo Jesus, saúdo-os!

Deus Está Presente!

Jesus Está Chegando!

Paz e Graça na Graça e na Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo!

1) Há muitos e muitos anos, o nosso amado Irmão Alziro Zarur deixou-nos a ordem de lutar para unir à Humanidade de Cima a ainda desnorteada humanidade de baixo. Sim, seres humanos sem norte, porque desconhecem o seu verdadeiro papel na Terra...

2) Vocês desconfiam por quê? Porque eles teimam em não querer saber o que existe depois do inafastável fenômeno chamado “morte”. E quem não tiver conhecimento do que ocorre depois do único fato certíssimo da vida material está perdido, seja indivíduo, seja nação, seja o orbe inteiro. Este é o mais triste quadro do mundo: a ignorância do que seja a Vida Espiritual — que, tantas vezes já lhes repeti, não é uma abstração. Ela é invisível, mas existe.

Combatamos o suicídio!

3) Pessoas de inteligência brilhante, semelhantes ao poeta português Antero de Quental (1842-1891), por desconhecerem a Eternidade de Deus que faz perene a nossa vida, de forma abrupta, deram fim ou, melhor dizendo, tentaram tornar finito o que é Infinito pelo lastimável golpe do suicídio. E o que encontraram? A “morte”? O esquecimento? Não. A Vida! Sim, a Existência Inextinguível a lhes demonstrar, pela cirurgia da Dor, que não há enfermidade que destrua o Espírito; mas que o Pai Celestial, muita vez, não pode empregar, em razão da passageira secura de Amor na Alma de Seus filhos, outro elemento eficaz, a não ser a ação efetiva do Professor Sofrimento.

4) Há 101 anos (estávamos em 1992), o célebre autor de “Na Mão de Deus”, acreditando encontrar a paz, despediu-se do que pensava estar restrito: a existência humana. Quando abriu os olhos no lado real da Vida, enlouquecido, descobriu-se mais vivo que antes. Anos de doloroso aprendizado lhe ensinaram o que é o Amor de Deus.

5) É por meio desse sentimento divinizado que Jesus se revela, derrubando os impenitentes das Estradas de Damasco dos séculos — “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos” (Boa Nova, consoante João, 13:34 e 35). O Mestre dos Milênios, com isso, arranca-lhes os corpos das selas dos cavalos, levantando-lhes a Alma para todo o sempre pela força de um imensurável Amor Fraterno, que nem o maior coração humano ainda pôde descrever em toda a sua inacreditável profundidade e beleza. Para cantar o Amor de Jesus só um outro Jesus. E este um dia virá de algum orbe que divinamente dirija para poder expor, em Sua Total Grandiosidade, o que é o Cristo do planeta Terra aos próprios habitantes do planeta Terra...

Iluminar as criaturas com o Evangelho-Apocalipse do Cristo

6) Precisamos receber o vate e todos aqueles caídos das Estradas de Damasco do equívoco praticado, quando o Cristo novamente os mandar, não mais para conceberem no que não perdura, o que de tal forma não poderiam encontrar, porque não existe: “a morte”. Trabalhemos sem cessar no Esclarecimento Espiritual dessas Almas, para que cantem Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, que é a Vida dos seres humanos e, por consequência, dos povos. Dessa maneira, não imaginarão no idealismo unicamente terrestre a cura dos dramas coletivos das criaturas. Essa cultura materializante se encontra longe do Criador, que é a solução pura e perfeita de todas as tragédias do corpo e da sociedade, cujas origens estão acima do organismo que se transformará no pó, consoante a advertência de Deus a Adão, símbolo de toda a humanidade pecadora: “No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; porque tu és pó e ao pó retornarás” (Gênesis, 3:19).

Tudo é espiritual, até mesmo a transitória matéria*3

7) O ser humano é Espírito, tudo é espiritual. Até a matéria é Espírito, pois Deus não criaria algo que O desonrasse perpetuamente. A verdade é que o Seu Extremado Amor de Mãe-Pai dos Mundos, dentro dos imensuráveis espaços da Escola Universo, aguarda, ao mesmo tempo que acompanha, que Sua querida criatura entenda que é uma partícula Dele, e, como tal, aprenda a ver-Lhe a Divindade na própria matéria. Um dia a “morte”, que se pensa estar na matéria, também morrerá. Então, não haverá mais suicídio por ausência de sustentação real de que a “morte” do corpo seja o fim da Vida.

8) O Evangelho-Apocalipse de Cristo Jesus ensina que todos os fundamentos materialistas são falsos. Reais, apenas as bases eternas do Generoso Provedor, sobre o que se fundamenta a Política de Deus — a Política para o Espírito Eterno do ser humano, ou, como conceituei, a ética do Espírito no cotidiano — e vibra algo que Zarur universalizou como A Fórmula Urgentíssima de Jesus: “Buscai primeiramente o Reino de Deus e Sua Justiça, e todas as coisas materiais vos serão acrescentadas” (Evangelho, segundo Mateus, 6:33).

9) Essa é a Fórmula Urgentíssima Econômica do Cristo, a salvar o planeta de todas as mazelas oriundas do coração ganancioso e egoísta. Precisamos de mais Generosidade na condução econômica mundial e menos individualismo exacerbado, pelo qual riquezas de poucos representam a miséria de muitos. Esse desequilíbrio também constitui uma faceta triste do suicídio, que temos explanado no terceiro volume das Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo (1991).

10) Transcreverei, agora, um soneto do lutador da “Questão Coimbrã”, que encerra sua aclamada obra Sonetos Completos, publicada em 1886. Belo na forma, sua mensagem seria verazmente apreciável se ele não tivesse dado cabo à vida da maneira pela qual o fez, e que não vejo necessidade de repetir o nome.

11) Aprendemos com o Sublime Provedor que ninguém “Dorme na mão de Deus eternamente!”

“Meu Pai não cessa de trabalhar, e Eu com Ele” Jesus (João, 5:17).

12) Sim, caro Antero, nas Mãos Divinas, ninguém padece sono eternal, mas Vida Divinal, Existência Inextinguível, porquanto o Pai de Infinita Esperança se realiza na benfazeja atividade dos filhos nos “buenos aires” do Cosmos.

Na Mão de Deus

Antero de Quental (1842-1891)

Na mão de Deus, na Sua mão direita,

Descansou afinal meu coração.

Do palácio encantado da ilusão

Desci a passo e passo a escada estreita.

 

Como as flores mortais, com que se enfeita

A ignorância infantil, despojo vão,

Depus do Ideal e da Paixão

A forma transitória e imperfeita.

 

Como criança, em lôbrega jornada,

Que a mãe leva no colo agasalhada

E atravessa, sorrindo vagamente,

 

Selvas, mares, areias do deserto…

Dorme teu sono, coração liberto,

Dorme na mão de Deus eternamente!

Jesus: o Coração sempre desperto!

13) Nenhum “coração liberto” pode dormir qualquer sono vadio, enquanto bilhões e bilhões de outros corações vivem insones nas estradas da dor, súplices por outro coração que lhes aqueça, pelo Amor de Deus, as mais geladas das fibras.

14) Que a Graça de Nosso Senhor Jesus, o Coração sempre desperto, jamais deixe adormecer o nosso, abrasando-o com o fogo que não conhece fim:

Deus,

O Amor que sustenta

todo o Amor!

15) Eis a maior decifração do Evangelho-Apocalipse, que à Terra e ao Céu da Terra desce pela Porta Aberta no Céu pela fidelidade dos humildes Cristãos do Novo Mandamento!

16) Ave, Cristo! Os que sempre viverão O saúdam!

Viva Jesus!

Aquele que os ama,

José de Paiva Netto

Servidor dos Amigos de Deus

ADENDO

Natal Permanente de Jesus

Aproveito o ensejo para dedicar-lhes esta palavra minha, proferida de improviso em 21 de dezembro de 2010 (terça-feira), em São Paulo/SP:

O Natal de Jesus, na Legião da Boa Vontade e na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, é permanente. Quando abriu as portas da LBV, o saudoso Irmão Zarur exclamou: “Salve o Natal Permanente da LBV, por um Brasil melhor e por uma humanidade mais feliz!”

Quantas modificações ocorreram desde que a Legião da Boa Vontade foi fundada, em 1o de janeiro (Dia da Paz e da Confraternização Universal) de 1950! E Zarur chamou o Natal de Jesus de permanente, antes que alguém usasse essa expressão. Muitas mentes se voltaram para tão urgente realidade.

O Natal de Jesus não é apenas, pois, aquela festa de alegria, num dia especial. É sempre — para os que se integrarem Nele. O Natal de Jesus é Sociologia, é Antropologia, é Religião, é Ciência, é Matemática, é Física, é Química, é Filosofia, é Política, é Educação, é Economia, é Esporte, é Arte, enfim, é sentimento sublimado. Eu já disse que as ovelhas do Cristo*4 não são apenas criaturas humanas, mas tudo aquilo que elas produzem de magnífico, de bom, porque vem como inspiração de Deus para as suas consciências. Então, tudo o que é concebido pelo pensamento criador necessita dessa Iluminação Divina, para que nos tornemos verdadeiramente seres civilizados e humanos, revestidos da Humanidade em Cristo Jesus.

Ora, diante dessas reflexões que fiz há alguns anos, queremos desejar a todos um Feliz Natal Permanente de Jesus e um Ano-Novo repleto dessa simbologia do nascimento do Mestre Amado, portanto o ressurgir da Felicidade Autêntica em nossa vida. O Cristo Ecumênico, o Supremo Governante do nosso planeta, trabalha incessantemente pela Solidariedade Universal, pelo bem dos povos. Ele nos legou uma preciosíssima palavra de Paz, que é a estrutura de um mundo espiritualmente renovado: “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos. (...) Não há maior Amor do que doar a própria vida pelos seus amigos” (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35; e 15:13).

É sob essa augusta vibração de Fraternidade Ecumênica que agradecemos aos doadores da LBV, aos artistas, às autoridades, às personalidades, aos esportistas, à mídia, aos voluntários, às pessoas de real Boa Vontade de todos os campos, que participam das inúmeras atividades da nossa Obra durante o ano inteiro. Também dedicamos nossas homenagens aos Cristãos do Novo Mandamento, Amigos de Jesus, aos dizimistas e benfeitores da Religião Divina, a todos aqueles que participaram da campanha Salve, Jesus!, sob a inspiração da “Parábola dos Talentos” (Mateus, 25:14 a 30), multiplicando o socorro espiritual oferecido pela Quarta Revelação. Queremos saudar ainda os valorosos Irmãos que, na Religião Divina, atuam, com a perseverança apostólica incentivada pelo Médico Celeste, no Atendimento Pela Vida. Quantas Almas são salvas por essa evangélica Parábola do Bom Samaritano*5 em marcha, até os dias de hoje.

Gostaria de reiterar os meus votos e de minha família para um Natal maravilhoso e um 2023 repleto de prosperidade espiritual, moral e material, de realizações solidárias sob a Claridade do Divino Mestre.

Salve, os 73 anos da heroica Legião da Boa Vontade!

Salve, os 50 anos da gloriosa Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo!

________________________

NOTAS:

*1 Memórias de um suicida — Por iniciativa de Paiva Netto, a gravadora Som Puro lançou, a exemplo de Há Dois Mil Anos, 50 Anos Depois, Nosso Lar e Sexo e Destino, a radionovela Memórias de um suicida, adaptação do livro homônimo, que foi psicografado pela respeitada médium brasileira Yvonne do Amaral Pereira (1900-1984) e cujos direitos autorais pertencem à FEB.

*2 Atendimento Pela Vida — Iniciativa do Departamento de Assistência Espiritual, DAE, da Religião Divina, esse serviço visa confortar, acolher e esclarecer Irmãs e Irmãos que enfrentam graves desafios, especialmente os que pensam no suicídio. A ação ocorre virtualmente nas redes sociais e ainda conta com visitas presenciais nos lares. Informações pelo WhatsApp: (11) 99603-1330 ou pelo chat: Facebook.com/ReligiaodeDeus.

*3 “Matéria também é Espírito” — Leia mais a respeito no livro Reflexões da Alma (2003), de Paiva Netto.

*4 Ovelhas do Cristo Vide “Novo e abrangente conceito do Rebanho Ecumênico de Jesus”, no primeiro volume das Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo (1987).

*5 Jesus (Lucas, 10:25 a 37).

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.