Um drama de todos nós

Fonte: Jornal A Tribuna Regional de Santo Ângelo/RS, 12 de julho de 2013, sexta-feira.

O dia 13 de julho marca a promulgação, em 1990, do Estatuto da Criança e do Adolescente. O artigo 4o das Disposições Preliminares explicita que "é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária".

Volto ao tema, pois a observância do Estatuto visa impedir atos brutais, horrendos, a exemplo do que há poucos dias ocorreu contra o menino boliviano Brayan Yanarico Capcha, de 5 anos. Cruelmente assassinado durante um assalto em São Paulo, ele completaria 6 anos no último sábado. É preocupante, ultrajante a violência que a cada dia faz novas vítimas no país, multiplicando dramas humanos, sociais e espirituais.

Pedimos a Deus que ampare a Alma desse nosso pequenino irmão sul-americano e enviamos condolências aos seus pais, Yanarico Quiuchaca e Veronica Capcha Mamani.

Educar contra as drogas

Palestras educativas na LBV

Com o objetivo de esclarecer a juventude, protegendo-a das drogas, promovemos em 19/6, no Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, o ParlaMundi da LBV, em Brasília, o Encontro Ecumênico "Viver é melhor! — Um brado de Amor à Vida".

O evento, que celebrou ainda o Dia Internacional da Luta contra o Uso e o Tráfico de Drogas (26/6), contou com ilustres palestrantes: dra. Cejana Passos, diretora de Projetos Estratégicos e Assuntos Internacionais, representando a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad); Alex Reinecke de Alverga, assessor da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; Fabian Penyy Nacer, consultor e palestrante sobre tratamento e prevenção das drogas e do álcool; cabo Fábio Wisner Borges Sales, do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) do Distrito Federal; Olegário Versiani, da Federação Espírita Brasileira (FEB); e Émerson Damásio, diretor administrativo da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.

A dra. Cejana Passos, ressaltando a importância dessa conversa com os adolescentes, disse que "os jovens serão a força do trabalho, da cidadania brasileira (...). A gente tem a possibilidade de trocar ideias positivas sobre o futuro como cidadão".

Ao agradecer à Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo o convite para o encontro e aos alunos pela presença, o cabo Fábio Wisner comentou: "Na apresentação, abordei mais sobre a questão do álcool, porque muitos pensam que drogas são somente maconha, crack, cocaína, mas se esquecem, às vezes, de relacionar a bebida alcoólica. Na minha opinião é a droga mais perigosa, devido à sua aceitação social, ao seu fácil acesso. Às vezes, a gente encontra até dentro de casa".

A professora Silvana Cechini, do Centro de Ensino Fundamental da 214, na Asa Sul, ficou empolgada com as palestras educativas: "Um evento como esse desperta no jovem o viver com paz, harmonia, escolhas boas, (...) para que tenha um futuro melhor, uma vida mais digna e de paz". E observamos na palavra do estudante Vitor Rodrigues de Oliveira, 14 anos, que o esforço dos que colaboraram com a iniciativa valeu a pena: "Estou aprendendo muita coisa, mas primeiramente como a droga pode mudar a sua vida e levá-lo para o caminho do mal. Está sendo um alerta para visualizarmos o melhor para as nossas decisões".

Por fim, formou-se uma Corrente Ecumênica de Prece em prol da prevenção e da superação dos vícios com uma cultura de saúde e paz para todos.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.