Intoxicação alimentar

Fonte: Jornal de Brasília, edição de 17 de maio de 2011, terça-feira.

A intoxicação alimentar é um problema do cotidiano e que, na maioria das vezes, não recebe de muitas pessoas a devida atenção. Em alguns casos, porém, pode levar à morte, simplesmente porque se descumprem algumas regras básicas de higiene, tanto no ambiente doméstico como no de trabalho. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), doenças assim transmitidas são a causa de 1,5 bilhão de ocorrências de diarreia e de 3 milhões de óbitos de crianças menores de 5 anos no mundo.

A respeito do tema, apresento pequeno trecho de importante entrevista do engenheiro de alimentos Carlos Eduardo Sassano, professor da Universidade Guarulhos (UnG), ao programa Viver é Melhor!, da Boa Vontade TV (Oi TV — Canal 212 — e Net Brasil/Claro TV — Canais 196 e 696).

Ao discorrer sobre a contaminação dos alimentos, o dr. Carlos Sassano revelou que “esta se dá em qualquer lugar. Acredito que é tão fácil de ocorrer que Deus até nos dá uma mão muito grande, porque deveria haver muito mais do que há. Isso porque não se trabalha com os alimentos de maneira correta. (...) Na verdade, eles se deterioram, e a contaminação também acontece por causa do uso de agrotóxico [na produção de alimentos] e, ainda, durante a transformação deles, considerando a ação de micro-organismos como as bactérias”.

O assunto merece nossa reflexão. Voltarei a ele.

Lançamentos literários

Paulo Guimarães

O jornalista Ernesto Paglia, em movimentada noite literária, lança O diário de bordo do JN no Ar e dedica um exemplar a Paiva Netto.

O diário de bordo do Jornal Nacional no Ar é o título do livro lançado pelo jornalista Ernesto Paglia, na terça-feira, 10/5, em São Paulo. A esse respeito, o autor comentou: “O retrato que surge deste diário de bordo, falado ou antevisto nas belas e por vezes pungentes fotografias que acompanham o volume, por um lado, pode parecer desalentador. Mas, por outro, nos enche de ânimo e certeza do compromisso de tantos brasileiros, dos homens comuns desse país, de torná-lo uma grande nação, onde seus filhos possam nascer e crescer com justiça”.

Rosevalte dos Santos

A jornalista Sandra Annenberg (D), esposa do autor, e Renata Tabach de Paiva, da LBV.

Na concorrida noite de autógrafos, com a presença de amigos, fãs e colegas de trabalho, o repórter da TV Globo estava acompanhado pela sua simpática esposa, a jornalista Sandra Annenberg. Fiquei muito grato ao receber a obra com esta dedicatória: “Para o ilustre Paiva Netto, com votos de bons voos e leitura agradável, Ernesto Paglia”.

Vivian R. Ferreira

Durante sessão de autógrafos, o ator falou à Super Rede Boa Vontade de Comunicação (TV, Rádio, Internet e Publicações).

Outra prestigiada sessão de autógrafos ocorrida na semana passada, também na capital paulista, foi a da autobiografia de Miguel Falabella, Vivendo em voz alta. O ator, diretor, produtor, dramaturgo e autor de novelas foi prestigiado por artistas, personalidades e amigos. Conforme registrou o Portal Boa Vontade, “na obra, o autor procura fazer das pequenas coisas da vida um espetáculo sensível. Assim, ao apresentar suas memórias, convida os leitores à reflexão dos temas cotidianos por uma nova perspectiva”.

Grato ao Falabella pelas palavras que me escreveu em um dos exemplares: “Para José de Paiva Netto, com carinho e admiração por sua bela obra”.

TBV

O Templo da Boa Vontade, em Brasília, que nosso amigo repórter fotográfico Orlando Brito tanto aprecia, igualmente agradou à ilustre sra. Gihane Meier, esposa do embaixador da Suíça no Brasil, Wilhelm Meier. Dessa forma, ela se expressou: “É maravilhoso buscar energia dentro de um Templo, independentemente da religião de seus visitantes”.

O propósito do TBV é a Paz, incentivando na sociedade o Ecumenismo dos Corações.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.