O Evangelho-Apocalipse de Jesus é o ar que respiramos

Fonte: Revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição 132, de setembro de 2018.

Em 30 de junho de 2018 — nas celebrações dos meus 62 anos de trabalho nas lides legionárias, completados no dia anterior, 29 de junho —, tive o imenso prazer de me reunir com milhares de Cristãos do Novo Mandamento de Jesus e com a juventude aguerrida de nossas Divinas Casas, do Brasil e do exterior, durante o encerramento do 43o Fórum Internacional do Jovem Ecumênico da Boa Vontade de Deus. A sessão solene foi transmitida pela Super Rede Boa Vontade de Comunicação (rádio, TV, internet e pelo aplicativo Boa Vontade Play — leia na contracapa da revista a relação de emissoras que a compõem).

Alexandre Rueda

Falando ao vivo pela Super Rede Boa Vontade de Comunicação, o Presidente-Pregador da Religião Divina, José de Paiva Netto, comanda a sessão do 43o Fórum Internacional do Jovem Ecumênico da Boa Vontade de Deus. O evento foi acompanhado pelos Cristãos do Novo Mandamento de Jesus, que se reuniram nos Espaços Sagrados da Religião do Terceiro Milênio em diversas partes do mundo.

Arquivo BV

Alziro Zarur

Fiquei comovido com o entusiasmo característico dessa mocidade batalhadora, que luta pela construção de um “Brasil melhor e de uma Humanidade mais feliz”, antigo brado*1 do saudoso Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, Alziro Zarur (1914-1979). Daí o meu contentamento em poder compartilhar com todos vocês, privilegiados leitores de JESUS ESTÁ CHEGANDO!, as palavras que dirigi a tão destemidos Combatentes do Cristo.

Boa leitura!

Os Tempos chegaram!

Minhas Irmãs e meus Amigos, minhas Amigas e meus Irmãos, os Tempos chegaram! Vivemos os momentos finais de um ciclo apocalíptico, que, certamente, implicará profundas transformações espirituais, morais e físicas.

Contudo, com a firme perseverança além do fim, nos tornaremos aptos a vencer, com Jesus, o Armagedom (Apocalipse, 16:16). Se verdadeiramente integrados em Deus, no Cristo e no Espírito Santo, todos os fatos previstos no último livro da Bíblia Sagrada serão transpostos pelas mulheres, pelos homens, pelos jovens, pelas crianças e pelos Espíritos, Almas Benditas, da Boa Vontade de Deus. Porém, para suplantar esses acontecimentos, precisamos estar atentos ao que o Cristo deixou sobejamente registrado nas Santas Escrituras. Aliás, digam sempre assim: Evangelho Santo, Santo Evangelho, porque o que se origina de Jesus é sagrado. Não podemos nos distrair.

Magia espiritual do Bem

Vivian R. Ferreira

   

Leiamos o Evangelho-Apocalipse de Jesus em voz alta todos os dias. Por oportuno, trago-lhes a fraterna sugestão do Irmão Flexa Dourada (Espírito), propondo-nos que a leitura da Boa Nova seja feita dessa maneira. Em reunião do Centro Espiritual Universalista (CEU) da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, no dia 16 de junho de 2018, pela mediunidade do sensitivo Cristão do Novo Mandamento Chico Periotto, esse Amigo do Mundo da Verdade declarou: “Se a Humanidade lesse um capítulo por dia da Bíblia Sagrada, ela seria bem melhor. (...) Que as famílias leiam em voz alta dentro de casa. Vão espantar muitos obsessores, os ‘lobos invisíveis’ que o Irmão de Paiva combate; vão tirar aqueles que não têm nada a ver com os Espíritos daquela família e vão ajudar os Irmãos Espirituais no trabalho da segurança espiritual. Tudo depende de as famílias fazerem a sua parte. Enfrenta-se o mal com o Evangelho de Jesus. Essa é a grande receita!”

Antonia Dutra

   

Que assim seja! E o Evangelho-Apocalipse de Jesus é como o ar que respiramos. É preciso vivê-lo, não só por dez minutos, mas em todos os tempos de nossa existência. O Armagedom não é uma brincadeira, e, repito, precisamos nos preparar incessantemente para enfrentá-lo e vencê-lo com o Cristo. Para fixarmos bem na mente: o Evangelho-Apocalipse é de quem? De Jesus! E Ele nos avisa da realidade desse fato apostólico-apocalíptico e evangélico, acima de tudo. Por isso, a relevância dos encontros legionários como incentivo permanente de propagação e vivência da Boa Nova do Provedor Celeste.

Ao nos banharmos nas Divinas Leis contidas nas Santas Escrituras, seremos capazes de conduzir a Humanidade a realizar uma reforma que tem início no Espírito. Por isso mesmo, agora, estou muito dedicado a trazer os livros da Quarta Revelação a vocês, a Divina Mensagem da Cruz publicada em letra de fôrma. Há tempo para tudo. Hoje, vocês estão todos amadurecidos, pregando no rádio, na televisão, na internet, também por meio das publicações. Estão brilhando em suas funções na Comunicação 100% Jesus e em todas as áreas de nossas Sagradas Instituições da Boa Vontade (IBVs)*2. E seus filhos e netos, os Soldadinhos de Deus, da LBV, estão crescendo sob as asas dessa esplendorosa mãe espiritual.

Muito a propósito, apresentei-lhes, com grande gáudio em meu Espírito, a obra A Missão dos Setenta e o “lobo invisível” (2018), em que analiso a passagem bíblica “A Missão dos Setenta Discípulos de Jesus”, conforme os relatos de Lucas, na Boa Nova, 10:1 a 24. Muito mais vem por aí! Foi igualmente lançado naquele memorável 30 de junho de 2018 o documentário “Profecia, Fim dos Tempos e a Volta Triunfal de Jesus”, produzido pela Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, em CD e DVD.

Quanto ao título, sua origem passa pelas páginas da vitoriosa revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!.

A Missão dos Setenta e o Lobo Invisível (2018) – Adquira!

Em 31 de dezembro de 2004, na virada do ano, pela Super Rede Boa Vontade de Comunicação, explanei, numa palestra nascida de improviso, sobre os desafios enfrentados pelos setenta discípulos que Jesus enviou ao mundo a fim de levarem adiante a mensagem de Sua Boa Nova. Para minha alegria, vários Irmãos ouvintes sugeriram a sua publicação, o que também ocorreu. Tempos depois, publico em livro aquele estudo ecumênico, acrescido de novas considerações. Em homenagem a todos vocês, reproduzo a seguir o prefácio que preparei para A Missão dos Setenta e o “lobo invisível”. E reforço o meu convite para que, juntos, prossigamos no estudo do Evangelho-Apocalipse de Nosso Senhor Jesus Cristo. Almejo sinceramente que venha a ser útil no entendimento da flagrante realidade cotidiana do intercâmbio compulsório do Mundo Espiritual com o nosso existir terreno. Que possamos estabelecer a União Consciente das Duas Humanidades (a da Terra com a do Céu), sintonizando-nos com as Almas Benditas, os Espíritos Luminosos! 

O que é o “lobo invisível”?

Gustavo Henrique Lima

   

Minhas Amigas e meus Irmãos, minhas Irmãs e meus Amigos, o ensejo de presenteá-los com esta obra literária espiritual nasce de uma necessidade premente de autodefesa de todos nós contra um adversário sutil, insidioso, traiçoeiro, que a tantas tragédias tem arrastado multidões diariamente.

Nosso estudo fundamenta-se nas instruções e advertências do Mestre dos mestres, dirigidas a Seus seguidores de todos os tempos, na passagem bíblica “A Missão dos Setenta Discípulos de Jesus”, constante do Seu Santo Evangelho, segundo Lucas, 10:1 a 24.

Entre outras admoestações, conforme veremos no decorrer deste livro, Ele ordena: “Ide! Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. Jesus (Lucas, 10:3).

Analisemos essa figura utilizada pelo Divino Amigo. Pertencente à família dos canídeos, encontramos na Natureza o Canis lupus, ou simplesmente o lobo. Um animal quadrúpede, em geral predador, com visão noturna e audição apuradas, que vive em alcateias (sua família) e é conhecido pela alta resistência a condições adversas, vencendo as presas, muitas vezes, pelo cansaço. Digamos que prosseguir com sua apresentação seja até dispensável pela gama de informações catalogadas sobre ele.

 
Vivian R. Ferreira

   

Entretanto, aproveito a oportunidade para falar-lhes de algo que muita gente ignora e que o Celeste Pegureiro incessantemente combateu e a todos ensinou a fazer: na Natureza espiritual, existe o “lobo invisível”. E o que seria o tal “lobo invisível”? Por acaso, um espécime análogo ao que temos aqui na Terra, cumprindo seu papel na cadeia alimentar, que apenas escapa ao espectro dos nossos olhos? Antes fosse... Mas lamento que não o seja... Alerto-os em alto e bom som: o “lobo invisível” é o espírito obsessor, a serviço do mal!

Divulgação

Esse é o motivo do emprego das aspas ao citá-lo. Bípede (ou quadrúpede, ou mesmo sem forma definida), essa alma perturbada e perturbadora — inimiga da Verdade, do Bem, da Fraternidade, do Amor; enfim, avessa ao Reinado do Cristo no planeta Terra, porquanto predadora espiritual — está sempre à espreita para tornar algum invigilante dos Assuntos Divinos sua vítima, causando-lhe sérios danos e arrastando-o a situações de grave sofrimento.

É importante ressaltar que, ao discorrer sobre o “lobo invisível” (ou até mesmo visível, isto é, um espírito trevoso reencarnado), não me refiro a alguém em específico, mas a todo aquele que se submete a essa péssima condição. Amanhã, não poderão argumentar que afirmei ser fulano ou sicrano, pois não é isso que estou dizendo, não!

O “lobo invisível” e sua atuação perniciosa nas diferentes áreas do saber

Vinicius Francisco Ramão

O “lobo invisível” — espírito obsessor, irmão infeliz e ignorante das Leis Universais de Deus — tem conseguido também tisnar, com suas baixezas, as mais diferentes áreas do pensamento criador humano, tais como a Religião, a Ciência, a Filosofia, a Política, a Economia, a Arte, o Esporte, a Vida Doméstica etc. É uma verdadeira guerra, travada no campo do aparentemente insondável, o que exige preparo e conhecimento espirituais para neutralizar seus dardos. Vejam a estratégia de que se vale, denunciada por Jesus, em Seu Evangelho, segundo Mateus, 12:43 a 45:

A estratégia de satanás

43 Quando um espírito imundo sai de um homem [ou de uma mulher], passa por lugares áridos, procurando descanso.”

Claro! Esse espírito é atraído por lugares áridos, porque é uma alma desértica; se fosse iluminada, encontraria paragens férteis, benditas, luminosas.

44 Como não o encontra, diz: — Voltarei para a casa de onde saí. Chegando [ele ou ela, porque o “lobo invisível” pode ser um homem ou uma mulher desencarnados e em situação espiritual precária], encontra a casa desocupada, varrida e adornada.”

 Jesus é um ensinamento diário, Divino Ensinamento! Ele quer nos alertar, pois deseja o nosso bem. O Mestre Amado afasta de milhões e milhões pelo mundo o espírito obsessor, o “lobo invisível”, que, por sua vez, sai por aí arrependido, mas geralmente ainda é um remorso falso. Vejam o que ocorre: 45 Então, vai e traz consigo outros sete espíritos piores do que ele, e, entrando, passam a viver ali. E o estado final daquele homem [ou daquela mulher] torna-se pior do que o primeiro. Assim acontecerá a esta geração perversa”.

O povo sabiamente ensina: “Cérebro desocupado é oficina do diabo”.

O “lobo invisível”, por não possuir a vestimenta carnal, anda pelo mundo com liberdade relativa, levando em conta que apenas se aproxima de alguém quando se estabelece com esta pessoa sintonia de pensamentos e atos, quando descobre brechas, isto é, se instala na casa vazia, anteriormente limpa pelo Divino Mestre, mas cujo proprietário ou proprietária não manteve acesa a indispensável luz das Boas Obras. Daí ser fundamental reeducar, à luz da Espiritualidade Superior, os nossos canais psíquicos, mantendo-os sanados e desobstruídos, com a elevação do nosso pensamento, nossas palavras e nossas ações (a Sintonia Tríplice com Jesus) ao Bem, à Generosidade, à Fraternidade Ecumênica, à Verdade e à Justiça Divinas; enfim, ao Amor Crístico, sintetizado no Novo Mandamento do Celeste Amigo: “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos. Não há maior Amor do que doar a própria vida pelos seus amigos” (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35; e 15:13).

Dessa maneira, firmaremos a ligação psicoespiritual com nossos Anjos da Guarda, Espíritos Guias, Numes Tutelares, Almas Benditas, que podem livrar-nos desse vilão, e permaneceremos atuantes no trabalho do Bem.

Atenção: o “lobo” não é vegetariano!

Ao descrever este quadro, jamais pretendo assustá-las ou assustá-los. Jamais! Apresento-o, portanto, justamente para que vocês saibam identificar esse ser viperino e proteger-se dele, de modo que não caiam em suas garras dilacerantes e não se arruínem sob sua perniciosa influência. E digo mais: o Cristo de Deus não nos enviaria em missão sacerdotal para sermos devorados pelos “lobos” nem para que acreditemos que eles sejam vegetarianos. Todavia, para iluminar seus corações com a doutrina ecumenicamente solidária Dele. Em hipótese alguma para assimilar os maus costumes desses espíritos obsessores.

Reprodução BV

Papa Leão XIII

Uma das mais gratificantes tarefas do operário da Seara Divina — que sabe derrotar as artimanhas da maldade com oração e vigilância (Boa Nova*3 de Jesus, consoante Mateus, 26:41) — é a de indicar ao “lobo invisível ou visível” o bom caminho: o da realização que trará celeste felicidade a ele próprio. Essa condição lhe abrirá as portas do Céu, quando passar de infeliz obsessor a benfeitor daquele a quem antes perseguia, conforme o que trazemos no subtítulo “Ensinar ao ‘lobo’ a Trilha do Bem”, constante de A Missão dos Setenta e o “lobo invisível”. Pelo fato de ele estar preso à sombra, precisamos acender-lhe a Luz Espiritual. Ainda poderíamos declarar: é urgente fazer com que ele ascenda à Luz Espiritual, visto que a elevação da Alma a liberta das masmorras da iniquidade. A missão do servidor de Deus é derrubar a vingança, que nada constrói. Pelo contrário. Apenas leva à ruína e perpetua o ódio.

Nada melhor do que, neste instante, proferirmos a inspirada Oração a São Miguel Arcanjo, de autoria do Papa Leão XIII, sucessor de Pio IX*4:

 

Oração a São Miguel Arcanjo

Tela: Guido Reni (1575-1642)

Detalhe da obra: O Arcanjo Miguel derrota Satanás.

São Miguel Arcanjo,

Defendei-nos neste combate;

Sede nosso auxílio

contra as maldades e ciladas do mal.

Instante e humildemente vos pedimos

que Deus sobre ele impere.

E vós, príncipe da Milícia Celeste,

com este Poder Divino,

precipitai no inferno a satanás

e aos outros espíritos malignos,

que vagueiam pelo mundo

para a perdição das Almas.

Amém!

Reprodução

Mateus

É evidente que não desejamos que ninguém se perca, mas que todos se salvem, corrigindo-se verdadeiramente dos seus erros. Contudo, enquanto não se redimem, os espíritos malignos viverão fadados às dores do inferno, ou umbral, ou, o que é ainda pior, por sua própria escolha, à penúria das regiões abissais. Vejam bem: por sua própria escolha. Não foi sem razão que Jesus peremptoriamente afiançou: “A cada um de acordo com as suas próprias obras” (Evangelho, segundo Mateus, 16:27).

Nada mais, nada menos.

Sob as bênçãos de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, sigam, prezada leitora, caro leitor, nestas fraternas páginas e fortaleçam ainda mais sua proteção espiritual com as ferramentas oferecidas por Jesus, a Luz que não cria sombras, em Seu Santo Evangelho-Apocalipse — a melhor defesa contra o “lobo invisível” e todo e qualquer mal!

__________________

*1 Antigo brado de Zarur“Salve o Natal Permanente da Legião da Boa Vontade, por um Brasil melhor e por uma Humanidade mais feliz”.

*2 Instituições da Boa Vontade (IBVs) — São formadas pela Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo; pela Legião da Boa Vontade (LBV); pela Fundação José de Paiva Netto; pela Fundação Boa Vontade; e pela Associação Educacional Boa Vontade.

*3 Boa Nova — Assim também é conhecido o Evangelho, do grego Evangélion e do latim Evangeliu.

*4 Papa Leão XIII e Papa Pio IX — Respectivamente Gioacchino Pecci (1810-1903) e Giovanni Maria Mastai-Ferretti (1792-1878).

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem "o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno".