A Humanidade de Jesus

Fonte: Reflexão de Boa Vontade extraída da revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição 125, de junho de 2016. | Atualizada em maio de 2020.

Sempre acreditei na Divindade do Cristo Ecumênico, o Estadista Celeste, contudo nunca deixei de admirar a humanidade Dele. Daí pregarmos a Economia da Solidariedade Espiritual e Humana, portanto a economia com espírito humanitário. Aprendemos isso com o Sublime Provedor. Ele é, deste modo, o Divino Credor do nosso carinho e do nosso maior respeito.

Sentido de Religiosidade

A Ti saudamos, Filho Unigênito do Pai, em todos os momentos de nossas existências (...). Ensinaste-nos que a Bondade deve fazer parte constante dos atos humanos. Por isso, o sentido de Religiosidade tem de clarear as obras sociais e políticas, porque é preciso Bondade sincera no coração para efetivá-las com proveito completo: Caridade Material e Caridade Espiritual.

Pasto da violência

Irmã Cipriana (Espírito) ensina: “O Bem duradouro é filho da cooperação fraternal”.

Realmente, minha cara Irmã! Bendito seja o trabalho de regeneração espiritual realizado pela Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo e de todos aqueles que entendem o significado real da Religiosidade Ecumênica na construção de um mundo melhor. Sem esse espírito não haverá uma perfeita renovação social, porque a Caridade é componente em Essência Divina para a reforma integral da sociedade. Muita gente não sabe que Caridade é sinônimo de Amor, sem a qual o ser humano é pasto da violência.

O papel da Mulher esclarecida pela Caridade Divina

Nas Instituições da Boa Vontade em tempo algum deixo de exaltar o valor das mulheres. E digo: cheguemos à Alma delas, porque estão na base de todas as transformações, quando integradas no Pai-Mãe Celestial. Elas falam ao coração do marido, dos filhos, dos netos. Eis a Mulher Legionária da Boa Vontade de Deus. Com ela, podemos realizar o socorro aos famintos de alimento, que batem às portas de nossas obras de amparo (Caridade Material); ao mesmo tempo que operam esse extraordinário trabalho de esclarecer as mentes, de complementar a tarefa de apresentação da Humanidade Invisível à humanidade terrena (Caridade Espiritual). Muitos ainda pensam não existir civilizações ativas no Plano Invisível, e vão se surpreender bastante quando chegarem ao Outro Lado.

Isso me traz à memória oportuno pensamento do Espírito André Luiz: “O Amor é sempre divino na mulher de aspirações elevadas”.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.