Espírito Esportivo

Fonte: Jornal O Sul, edição de 5 de julho de 2010, segunda-feira.

Ainda não foi desta vez que ganhamos o Hexa. Mas chegaremos lá. Na Copa de 2014, as possibilidades serão grandes, afinal, o Brasil será sua sede.

Uma das mais belas lições que levaremos da Copa do Mundo, na África do Sul, é o espírito de esportividade dos torcedores que lá se encontram, em especial do comportamento festivo dos sul-africanos. Mesmo com a eliminação dos Bafana Bafana, continuam fazendo nas arquibancadas um show à parte.

Tornam-se, assim, exemplo dos mais ilustrativos para demonstrar que podemos torcer, sorrir ou chorar – sem necessidade de usarmos do artifício da violência física ou verbal – para expressar o amor pelo time do coração.


2010

O PÓDIO DE TODAS AS TORCIDAS

O 35° Fórum Internacional do Jovem Militante da Boa Vontade de Deus, cuja conclusão ocorreu no sábado, 3/7, nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, teve como tema “Boa Vontade – O pódio de todas as torcidas”. Protagonizado por jovens de diferentes idades, o evento acontece no decorrer do ano em várias cidades brasileiras. Semanalmente, eles se reúnem com o objetivo de desenvolver temáticas sobre o assunto escolhido. Temos, ainda, em formato regional, as Rodas Espirituais e Culturais, iniciadas, em 2010, no mês de maio. Difundir a ampliação da prática e da postura esportiva, tendo a Espiritualidade Ecumênica como ferramenta primacial, é um dos propósitos desses encontros.

A música-tema do 35° Fórum Internacional da Boa Vontade de Deus, inspirada em pensamento de nossa autoria, diz muito sobre a maneira pela qual idealizamos o verdadeiro torcedor:

TORCEDOR DE VERDADE

Letra: Nilton Duarte e José Nilton Tonin

Música: José Nilton Tonin

“Minha vontade é ver/ A alegria vencer./ Por isso, com Fé, vou a campo,/ Eu vou torcer

“Com emoção, coração,/ Com meu sentimento./ ‘O equilíbrio como objetivo’/ Vivo em cada momento.

“Momento de glória,/ Do sonho à vitória/ E construir a história/Por respeito à vida, eu vou,/ Eu vou, eu vou!/

“Oohh.../ Torcedor de Verdade,/ Ooh.../ Está no pódio da Boa Vontade.

“Esporte que brada sempre/ Pelo mesmo ideal:/ Somos Espíritos fortes/ E vamos erguer

“A bandeira da Paz/ E do Amor Espiritual,/ Vanguardeira e na Boa Vontade!”

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem “o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno. Em suma, a constante matemática que harmoniza a equação da existência espiritual, moral, mental e humana. Ora, sem esse saber de que existimos em dois planos, portanto não unicamente no físico, fica difícil alcançarmos a Sociedade realmente Solidária Altruística Ecumênica, porque continuaremos a ignorar que o conhecimento da Espiritualidade Superior eleva o caráter das criaturas e, por conseguinte, o direciona à construção da Cidadania Planetária”.