Amor, Verdade, Trabalho, Justiça e Ecumenismo

Fonte: Reflexão de Boa Vontade extraída da revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição 125, de junho de 2016. | Atualizado em outubro de 2017.
Tela: Guido Reni (1575-1642)

Título da obra: São Tiago Maior.

Tela: James Tissot (1836-1902)

Título da Obra: São João o Evangelista.

“Deus é Amor” (Primeira Epístola de João, 4:8). Tudo Nele se origina e para Ele retorna. Sua Palavra, como revela Jesus na Oração ao Pai, é a Verdade (Evangelho, segundo João, 17:17). A Doutrina da Religião do Terceiro Milênio, portanto, é toda ela firmada sobre o Amor Ecumênico, que é Deus, e sobre a Verdade, que é a Sua Palavra, expressos no Trabalho, que resulta na Realização dessa filosofia redentora no mundo. Em sua famosa Epístola Universal, alerta Tiago Apóstolo (2:14 a 18 e 26):

"A Fé sem obras é morta

"14 Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode, acaso, semelhante fé salvá-lo?

"15 Se um irmão ou uma irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento cotidiano,

"16 e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem, contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso?

"17 Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta.

"18  Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé. (...)

"26 Porque, assim como o corpo sem Espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta". 

Tela: Guido Reni (1575-1642)

Título obra: São Mateus e o anjo.

Sem o Trabalho, coisa alguma toma forma. É imperioso que se junte ao esforço mental o das mãos; à filosofia, o cabo da enxada (…). Não basta conceber o Bem. Temos de realizá-lo sob a inspiração de Deus, que não é ódio nem fanatismo, porém Caridade.

Sem a Justiça Divina, todo o esforço do Amor e da Verdade, concretizados pelo Trabalho, estaria ameaçado pela dilapidação criminosa provocada pela ignorância espiritual, a maior inimiga do progresso das criaturas de Deus. Para que tal não se dê, mesmo que os seres humanos a neguem, não percebendo a ação caridosa do seu mecanismo, existe a Lei Universal da Reencarnação, princípio de Amor, que confere, segundo adverte Jesus, “a cada um de acordo com as suas próprias obras” (Evangelho, segundo Mateus, 16:27).

Eis a Economia Divina. É a Justiça de Deus, conduzindo a História. O Pai Celestial não se vinga. É que tudo na vida acarreta consequências. Ninguém evolui espiritualmente na irresponsabilidade e na maldade sem experimentar os duros percalços que acabam por afastar a criatura do erro.

Por isso, bradamos: quanto mais perto de Jesus, mais longe dos problemas!

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem "o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno".