Solidão?!

Fonte: Reflexão de Boa Vontade extraída do livro Crônicas & Entrevistas, de 2000.

Sempre me aparecem no caminho pessoas eternamente insatisfeitas consigo mesmas, a se queixar de solidão, como se residissem num mundo sem vivalma.

Ora, certa manhã, em 21 de setembro de 1996, na inspiradora cidade do Rio de Janeiro, decidi dirigir-lhes uma mensagem, com esta dedicatória: “Poema para os que vivem eternamente a se queixar e que, por isso, se esquecem de viver”.

I

Solidão

Solidão./Quem disse que/solidão... /é você estar/sozinho?!... /Quem o disse/não sabe, mesmo... /Não sabe o que é/solidão... /Solidão é dizer xis... /e ser entendido ípsilon. /Solidão... /é andar acompanhado, /mas não encontrar/ninguém que o encontre... /Solidão é ter que rir, /com a Alma sangrando. /Solidão... é amar/sem que o ser amado/perceba o seu amor. /Solidão é refletir/o grito surdo da Alma, /que não tem som para os ouvidos, /e que precisa ser/escutado por um coração.

Shutterstock

II

Parada obrigatória

Ei!... /Que é que está havendo?! /Ah! /É você, egoísmo! /Fora! /Fora! /Foi-se! /Oh! /Agora, sim, posso raciocinar! /E, concluir/com acerto: /Talvez, tudo isto aqui, /que andei poetando, /seja apenas o falar/do egoísmo disfarçado, /cinicamente, /em falsa dor... /Apenas a dor, /do egoísmo, porém... /Porque não se pode/sentir-se solitário/debaixo de um sol deste, /de Copacabana, /com tão belas mulheres, /e crianças, /e vovôs e vovós. /Muito menos, /sentir-se/solitário/com tanta/coisa por fazer... /Gente com fome, /sem teto, /sem roupa, /sem trabalho, /sem estudo, /sem educação, /sem cultura/e longe da Espiritualidade... /Que solidão, nada! /Cale a boca, /egoísmo! /Fora! /Vá procurar sua turma!!... /Tenho mais o que fazer.

Shutterstock

Para concluir, este pequeno comentário: o mundo está dividido entre os que apenas se queixam e os que, realmente, procuram fazer alguma coisa.

As multidões estão à espera de socorro.

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta. É diretor-presidente da Legião da Boa Vontade (LBV). Membro efetivo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), é filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à International Federation of Journalists (IFJ), ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, ao Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e à União Brasileira de Compositores (UBC). Integra também a Academia de Letras do Brasil Central. É autor de referência internacional na defesa dos direitos humanos e na conceituação da causa da Cidadania e da Espiritualidade Ecumênicas, que, segundo ele, constituem "o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Justiça, da Misericórdia, da Ética, da Honestidade, da Generosidade, do Amor Fraterno".