Relembre histórica carta escrita por Paiva Netto em 1961 a Alziro Zarur

Arquivo pessoal

O jovem Paiva Netto assinala um dos mais fortes registros da Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus, então com 20 anos, reafirmando seu compromisso no Bem.

Com 20 anos de idade, Paiva Netto dedicou uma carta ao saudoso fundador da Legião da Boa Vontade (LBV), Alziro Zarur (1914-1979), expressando seu compromisso com a causa do Bem. Escrita em 9 de abril de 1961, retratou em singelas palavras todo o seu amor e devoção às Instituições da Boa Vontade de Deus.

Acompanhe abaixo a reprodução desse registro histórico:

Caríssimo Irmão Presidente Alziro Zarur,

DEUS ESTÁ PRESENTE!

Eu venho dar aqui um testemunho de Fé, na Legião da Boa Vontade, que nos revelou o Novo Mandamento e nos fez conhecer a Verdade libertadora dizendo alto e bom som, no seu programa, que eu, José Simões de Paiva Netto, brasileiro, solteiro, vacinado, Legionário da Boa Vontade, respondendo a todos aqueles que, ironicamente, me perguntam se creio e permaneço e permanecerei na LBV: cri, creio e crerei, permaneci, permaneço e permanecerei sempre, porque amo a minha Pátria, amo aos meus semelhantes. E também creio, como cri e crerei na LBV. Permaneci, permaneço e permanecerei na LBV pelo simples motivo de não poder usar canga*.

VIVA JESUS!

José de Paiva Netto, Estado da Guanabara, 9 de abril de 1961.

*Canga — Jugo de madeira que une uma junta de bois para o trabalho.

Um pouco de história

Arquivo BV

Momento histórico: Alziro Zarur lança o Jornal de Deus. Ao lado, seu incansável secretário, Paiva Netto.
 

Naquele mesmo ano, em setembro, o jovem Paiva Netto propôs a Alziro Zarur a criação do Departamento Infantojuvenil da LBV para mobilizar e promover pioneiramente no Brasil ações de protagonismo juvenil. Aprovada a proposta, Paiva Netto é nomeado o responsável do departamento e passa a assumir novas responsabilidades.

Em 8 outubro, iniciou oficialmente a atividade de revisor e jornalista. Escreveu o artigo "Receita de um jovem para os jovens" e o apresentou na Rádio Mundial, antiga Emissora da Boa Vontade, no dia 10. Em 15 de outubro, Alziro Zarur publica-o na Gazeta de Notícias, do Rio de Janeiro/RJ. A partir de então, o fundador da LBV passa a publicar seguidamente textos de Paiva Netto em sua coluna naquele importante periódico do Brasil. Leia mais na seção: Escritor.

Esse compromisso com a causa do Bem reafirmado por ele àquela época inspira, até hoje, o engajamento de milhares de Jovens Ecumênicos da Boa Vontade de Deus na consolidação de uma Sociedade Solidária Altruística Ecumênica.

_______________________________________
A reprodução original da carta encontra-se publicada na página 288 da revista BOA VONTADE, edição especial dos 60 anos. A publicação relembra os principais fatos históricos da Legião da Boa Vontade (LBV). Para adquiri-la, basta ligar para o Clube Cultura de Paz pelo telefone: 0300 10 07 940 (custo de uma ligação local, mais impostos).